Palavras exclusivas do Alborghetti

Na época da FusãoTV, Alborghetti escreveu alguns textos para o blog. Foram publicadosno final de 2008. Para não prejudicar alguns processos jurídicos, Alborghetti me pediu para tirá-los do ar.

Agora trago novamente um pouco das palavras dele.

Parte 1

A TV Intervalo sempre foi dos meninos, por sinal fazem o que podem. Nunca comprei câmeras para nenhum programa na internet. Tenho uma que me deram de presente, foi do empresário Augusto Pereira, uma alma limpa e de caráter. Não estou usando, pois estou pagando o horário para apresentar o programa em parceria com o Ricardo Alexandre que não é duro, por sinal ganha muito bem com a sua agência de publicidade. Me deixem em paz. Só quero agradecer o WIll que está cuidando da minha imagem e não vai aceitar idiotices de pessoas que não gostam de mim. Obrigado.

A reprise que foi postada ontem pelo meu irmão Will está fora de cogitações. Não sei o que aconteceu. Não consegui assistir. A internet lamentavelmente é assim. Não posso culpar os meninos, pois estão fazendo o que podem. Um dia quem sabe vai melhorar. Até que aconteça estou aguardando o programa em TV aberta aos sábados que está sendo negociado por um grupo de amigos, no sistema de parceria com cotas de publicidade. A tarde internet e aos sábados um programa a noite no satélite de 1 hora. Não posso prever, mas quem sabe, mais um ano e a politica do Paraná vai mudar, e aí as coisas começam a melhorar. Vou fazer uma micro cirurgia nos olhos, entro na sexta de manhã e saio no máximo em 2 horas. Volto de óculos escuros para continuar o programa na internet. Os anos que fiquei na televisão – CNT e Record do Paraná me causaram o problema dos olhos. Nada que a Unimed não possa resolver. Outro detalhe caro Will, na vida tudo passa, estou passando como dezenas de apresentadores. Não sou o melhor e nem o pior, mas continuo a minha caminhada. Entre 100 acredito eu que existam pelo menos 55 que ainda gostam do meu estilo. Só peço que não falem o que não sabem, venham me conhecer, saber o que estou passando. O Ricardo sabe o que eu estou passando, é uma testemunha viva das perseguições, aliás ele procura de todas as maneiras me ajudar a continuar, estou tentando, se não já tinha parado e ido embora do Paraná. Sem contar a ajuda da mulher que eu amo durante 30 anos. Guerreira e Amiga. A história é longa, mas existe um Cristo dentro de mim, que me aceitou e está derrubando todos. Obrigado pelo desabafo. Até um dia.

Luiz Carlos Alborghetti (21/10/2008)

Parte 2

Viva o novo rei americano OBAMA. Viva os novos reis do dinheiro, Itau e Unibanco. Viva você meu amigo brasileiro, que trabalha hoje para pagar o que comeu ontem. Vamos continuar vivendo, porque você não sabe o dia de amanhã.

Televisão na Internet é complicado. Não tem matérias de rua, que poderiam ser feitas pelo Ricardo. O programa está cansativo. Todo dia é a mesma coisa: drogas, drogas, drogas, briga de gangues, agora apareceu a menina da mala. E daí falar o que? Gritar, explodir, nada vai resolver. O caso da Brasil Telecom, e daí, o caso dos armamentos pelo carreio. Cansativo. Estou estudando com os meninos de tirar a TV e criar a Fusão Rádio WEB. É MUITO MELHOR, porque o Ricardo poderá trazer matérias da crônica policia, dos plantões das delegacias de policia e outros cenários. Se não der, não pretendo retornar.

Complemento. Corrigindo: No rádio dá para interagir com todos os yogurtes da Internet e pelo Messenger ou mensageiros. Outro detalhe: Na TV… se eu grito ou fico louco, levo pau, se eu vou na beleza pura, bom menino também levo. Não posso mudar a minha maneira de ser, mas respeito os prós e contras. Um recado para o Will. Ontem no Hospital Vita ,após radiografias e tomografias, o médico Dr. Radael Feistler descobriu: duas bolas, dois tumores, duas sinusites do tamanho de um ovo. O tratamento começou ontem. Após a melhora passo no sábado que vem pela cirurgia. Voltarei novinho, novinho com cara de neném. Um beijo na sua alma, meu parceiro anônimo, que longe está fazendo o possível para me ajudar. É difícil encontrar seres humanos como você. Thankssssssss.

Não quero comentários. Não sou melhor do que ninguém. CAGO, PEIDO, CHORO, GARGALHO e a minha nave continua a circular. Preciso parar de ler, preciso parar com a mania de tentar salvar o mundo. Quem sou eu? Um eterno palhaço nos picadeiros das ilusões querendo mudar o que não se muda. Lembrem-se: Kennedy. Tentou acabar com o racismo nos Estados Unidos e levou um tiro na cabeça. Valeu. Herói morto, coitado…Assim descaminha a humanidade…Louco eu? Estou atrasado, preciso pegar minha naveghetti e conhecer outras galáxias… Tankiussssssssssssss.

Luiz Carlos Alborghetti (05/11/2008)

Parte 3 

Amigos do Blog do Will, aqui é o Alborghetti. Uma correção na mensagem ao amigo jornalista Vitor Costa: 1 mandato de vereador por 4 anos e mais 4 mandatos de deputado por 16 anos. Total de vida pública: 20 anos, e não 2 como saiu acima. No rádio, jornal, televisão, e agora na Internet, estamos chegando aos 39 anos de profisssão como repórter e apresentador. Uma informação importante: quando criei o CADEIA, só existiam no Brasil 3 nomes de expressão na crônica policial…Afanazio, Gil Gomes e Alborghetti. O resto veio depois, na base do gênerico. Os melhores repórteres que estiveram ao meu lado: Rubens Fernando Cabral, Niceia Lopes, Dans Barreira, Mauricio Filoco, Doni Santos, Siboney Nascimento, Cristiano Santos, Roberto Aciolli e Ricardo Alexandre Mianes. Dois GRANDES: Carlos Roberto Massa e Angelo Gaioto. Massa ou Ratinho nasceu para ser repórter de rua. Não tem para ninguém. Gaioto (Guararapes SP) trabalhava na Folha de Londrina e no Cadeia, na madrugada da Rádio Londrina ao meu lado. O plantão de uma delegacia de polícia é o grande estágio de um repórter policial. Lá se aprende a fazer jornalismo de verdade. No proximo comentário… estou com vontade de escrever… quem tem na família um filho, uma nora, um sobrinho como INIMIGOS não precisa de amigos. Você fica com medo da propria sombra e não acredita em mais ninguém… ameaças de seqüestro… o poder das drogas é o poder mais SUJO da humanidade… aguardem. Maldita a hora que entrei nesta guerra pensando que ia acabar com o narcotráfico. Defender a policia federal, o ministério publico, a justiça federal e estadual…contrariei interesses de falsos amigos…A maldade está chegando agora para me destruir. Fazer o que? Só morrendo para acabar com tudo… uma matéria interessante… A família, o dinheiro, a fama e o outro lado da meia noite. Sem contar com a podridão asquerosa de falsos radialistas e jornalistas, advogados e politicos que hoje descobri… antes se faziam de amigos, mas na verdade são verdadeiros URUBUS esperando a carne apodrecer. Acho que vou precisar do Will ou do Vitor Costa para escrever…O BURACO NEGRO DO PODER. Uma verdade… CONTRARIEI OS INTERESSES DO JOGO MALDITO DO PODER…. até mais….

Luiz Carlos Alborghetti (08/11/2008)


9 Respostas to “Palavras exclusivas do Alborghetti”

  1. tenho no alborguetti uma das mais brilhantes personalidade do radio brasileiro……..

  2. Ainda lembro,na decada de 80,assistindo um programa policial da época,aqui em Curitiba,foi passado uma reportagem especial de Londrina,falando de um tal de “vampiro”,adivinha quem era o reporter?!.Meses depois o mesmo iniciou um tal programa CADEIA,o qual rapidamente adquiriu grande projeção,sem dúvida nenhuma um estilo impar,que graças a Deus ficará registrado pra sempre na internet.

  3. Nosso Mestre Vai Deixar Eternas Saudades Em Nossos Corações. Vá Com Deus e Cuide De Nós Albornautas, Mestre Dalborga

  4. Alborghetti foi único, e ninguém mais terá a coragem que ele teve.

  5. Caro, Will, muito obrigado por continuar mantendo viva a memoria do nosso grande mestre, o Alborghetti, é bom saber que nesse nosso pais exista pessoas que realmente goste dele. Até hoje eu fico revirando a internet, principalmente o Youtube, procurando coisas sobre ele, continue dando esta importancia a memoria do Alborghetti, o Brasil precisa disso! Muito obrigado novamente. Um forte abraço!

  6. luiz carlosd alborguetti um dos maiores reporter.policial que o parana ja teve….

  7. Nao tem o que falar do mestre somente elogios

  8. Quem vai chamar agora os filha-da-puta de filha-da-puta? Volta, raralho!

  9. O mestre do pó roda. Era uma figuraça. Se bem que sou bastante crítico que a época o rapaz era louco de estar no mesmo barco de Jaime Lerner e Taniguchi. Mas, nesse mundo nada é perfeito. Um abraço.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: