Projetos para 2010

•10/01/2010 • 13 Comentários

Feliz 2010 para todos os Albornautas!

Voltando das férias, voltamos também com os projetos em memória de Luiz Carlos Alborghetti. O blog continuará ativo até que seu portal substituto esteja pronto, o Portal Cadeia. Este novo website será um centro de informaçõe sobre o Alborghetti, como biografias, curiosidades, álbums de fotos, fatos, citações, principais momentos, entre outros, com conteúdo exclusivo e inédito.

Além do Portal Cadeia, em breve estará no ar o DalTube, que será um site aos moldes do YouTube, dedicado ao Mestre. Mais uma vez, teremos conteúdo exclusivo e inédito na internet, tais como programas antigos, da época da CNT, que guardam relíquias para os fãs do Alborghetti. Todos poderão ver cenas sensacionais e divertidas, tais como uma vez em que um jornal começou a pegar fogo no estúdio durante a transmissão ao vivo de um programa.

E mais: há um terceiro projeto para a publicação de uma biografia em livro de Luiz Carlos Alborghetti. Por enquanto, isso é tudo que posso dizer a respeito.

O Portal Cadeia e o DalTube são apenas dois dos projetos que temos em andamento. Em relação ao livro para os fãs, fiquem ligados, em breve fecharemos as assinaturas para lançar a publicação. Se você ainda não assinou, assine agora!

Um abraço a todos,
Will

Palavras do Alborghetti – Parte 3

•16/12/2009 • 6 Comentários

Continuando a divulgação dos textos anteriormente publicados por Alborghetti para o blog. Neste texto ele comenta sobre uma entrevista publicada pelo jornalista Vitor Costa e fala um pouco sobre as pessoas que trabalharam com ele.

Clique aqui para saber mais e ler os textos que ja foram publicados.

Amigos do Blog do Will, aqui é o Alborghetti. Uma correção na mensagem ao amigo jornalista Vitor Costa: 1 mandato de vereador por 4 anos e mais 4 mandatos de deputado por 16 anos. Total de vida pública: 20 anos, e não 2 como saiu acima. No rádio, jornal, televisão, e agora na Internet, estamos chegando aos 39 anos de profisssão como repórter e apresentador. Uma informação importante: quando criei o CADEIA, só existiam no Brasil 3 nomes de expressão na crônica policial…Afanazio, Gil Gomes e Alborghetti. O resto veio depois, na base do gênerico. Os melhores repórteres que estiveram ao meu lado: Rubens Fernando Cabral, Niceia Lopes, Dans Barreira, Mauricio Filoco, Doni Santos, Siboney Nascimento, Cristiano Santos, Roberto Aciolli e Ricardo Alexandre Mianes. Dois GRANDES: Carlos Roberto Massa e Angelo Gaioto. Massa ou Ratinho nasceu para ser repórter de rua. Não tem para ninguém. Gaioto (Guararapes SP) trabalhava na Folha de Londrina e no Cadeia, na madrugada da Rádio Londrina ao meu lado. O plantão de uma delegacia de polícia é o grande estágio de um repórter policial. Lá se aprende a fazer jornalismo de verdade. No proximo comentário… estou com vontade de escrever… quem tem na família um filho, uma nora, um sobrinho como INIMIGOS não precisa de amigos. Você fica com medo da propria sombra e não acredita em mais ninguém… ameaças de seqüestro… o poder das drogas é o poder mais SUJO da humanidade… aguardem. Maldita a hora que entrei nesta guerra pensando que ia acabar com o narcotráfico. Defender a policia federal, o ministério publico, a justiça federal e estadual…contrariei interesses de falsos amigos…A maldade está chegando agora para me destruir. Fazer o que? Só morrendo para acabar com tudo… uma matéria interessante… A família, o dinheiro, a fama e o outro lado da meia noite. Sem contar com a podridão asquerosa de falsos radialistas e jornalistas, advogados e politicos que hoje descobri… antes se faziam de amigos, mas na verdade são verdadeiros URUBUS esperando a carne apodrecer. Acho que vou precisar do Will ou do Vitor Costa para escrever…O BURACO NEGRO DO PODER. Uma verdade… CONTRARIEI OS INTERESSES DO JOGO MALDITO DO PODER…. até mais….

Luiz Carlos Alborghetti (08/11/2008)

Caricatura do Alborghetti

•15/12/2009 • 6 Comentários

O cartunista e publicitário Roberto Kroll Jr. escreve semanalmente para um site sobre a televisão brasileira, no qual ele divulga uma coluna e uma caricatura sobre uma celebridade.

A coluna se chama Traços da TV e nesta semana o homenageado é Luiz Carlos Alborghetti. Kroll divulgou um pequeno texto e desenhou uma caricatura do Mestre:

Desenhado por Roberto Kroll Jr

Clique aqui para visitar a coluna de Roberto Kroll Jr.
Se você gostou, não esqueça de comentar na página dele!

Palavras do Alborghetti – Parte 2

•14/12/2009 • 2 Comentários

Continuando a divulgação dos textos anteriormente publicados por Alborghetti para o blog. Neste texto ele fala um pouco sobre política, televisão, rádio e a sua naveghetti.

Clique aqui para saber mais e ler os textos que ja foram publicados.

Viva o novo rei americano OBAMA. Viva os novos reis do dinheiro, Itau e Unibanco. Viva você meu amigo brasileiro, que trabalha hoje para pagar o que comeu ontem. Vamos continuar vivendo, porque você não sabe o dia de amanhã.

Televisão na Internet é complicado. Não tem matérias de rua, que poderiam ser feitas pelo Ricardo. O programa está cansativo. Todo dia é a mesma coisa: drogas, drogas, drogas, briga de gangues, agora apareceu a menina da mala. E daí falar o que? Gritar, explodir, nada vai resolver. O caso da Brasil Telecom, e daí, o caso dos armamentos pelo carreio. Cansativo. Estou estudando com os meninos de tirar a TV e criar a Fusão Rádio WEB. É MUITO MELHOR, porque o Ricardo poderá trazer matérias da crônica policia, dos plantões das delegacias de policia e outros cenários. Se não der, não pretendo retornar.

Complemento. Corrigindo: No rádio dá para interagir com todos os yogurtes da Internet e pelo Messenger ou mensageiros. Outro detalhe: Na TV… se eu grito ou fico louco, levo pau, se eu vou na beleza pura, bom menino também levo. Não posso mudar a minha maneira de ser, mas respeito os prós e contras. Um recado para o Will. Ontem no Hospital Vita ,após radiografias e tomografias, o médico Dr. Radael Feistler descobriu: duas bolas, dois tumores, duas sinusites do tamanho de um ovo. O tratamento começou ontem. Após a melhora passo no sábado que vem pela cirurgia. Voltarei novinho, novinho com cara de neném. Um beijo na sua alma, meu parceiro anônimo, que longe está fazendo o possível para me ajudar. É difícil encontrar seres humanos como você. Thankssssssss.

Não quero comentários. Não sou melhor do que ninguém. CAGO, PEIDO, CHORO, GARGALHO e a minha nave continua a circular. Preciso parar de ler, preciso parar com a mania de tentar salvar o mundo. Quem sou eu? Um eterno palhaço nos picadeiros das ilusões querendo mudar o que não se muda. Lembrem-se: Kennedy. Tentou acabar com o racismo nos Estados Unidos e levou um tiro na cabeça. Valeu. Herói morto, coitado…Assim descaminha a humanidade…Louco eu? Estou atrasado, preciso pegar minha naveghetti e conhecer outras galáxias… Tankiussssssssssssss.

Luiz Carlos Alborghetti (05/11/2008)

Palavras do Alborghetti – Parte 1

•14/12/2009 • 3 Comentários

Na época da FusãoTV, Alborghetti escreveu alguns textos para o blog. Foram publicados em meados de outubro. Infelizmente, para não prejudicar os processos jurídicos, Alborghetti me pediu para tirá-los do ar. Agora trago a vocês um pouco das palavras dele.

A TV Intervalo sempre foi dos meninos, por sinal fazem o que podem. Nunca comprei câmeras para nenhum programa na internet. Tenho uma que me deram de presente, foi do empresário Augusto Pereira, uma alma limpa e de caráter. Não estou usando, pois estou pagando o horário para apresentar o programa em parceria com o Ricardo Alexandre que não é duro, por sinal ganha muito bem com a sua agência de publicidade. Me deixem em paz. Só quero agradecer o WIll que está cuidando da minha imagem e não vai aceitar idiotices de pessoas que não gostam de mim. Obrigado.

A reprise que foi postada ontem pelo meu irmão Will está fora de cogitações. Não sei o que aconteceu. Não consegui assistir. A internet lamentavelmente é assim. Não posso culpar os meninos, pois estão fazendo o que podem. Um dia quem sabe vai melhorar. Até que aconteça estou aguardando o programa em TV aberta aos sábados que está sendo negociado por um grupo de amigos, no sistema de parceria com cotas de publicidade. A tarde internet e aos sábados um programa a noite no satélite de 1 hora. Não posso prever, mas quem sabe, mais um ano e a politica do Paraná vai mudar, e aí as coisas começam a melhorar. Vou fazer uma micro cirurgia nos olhos, entro na sexta de manhã e saio no máximo em 2 horas. Volto de óculos escuros para continuar o programa na internet. Os anos que fiquei na televisão – CNT e Record do Paraná me causaram o problema dos olhos. Nada que a Unimed não possa resolver. Outro detalhe caro Will, na vida tudo passa, estou passando como dezenas de apresentadores. Não sou o melhor e nem o pior, mas continuo a minha caminhada. Entre 100 acredito eu que existam pelo menos 55 que ainda gostam do meu estilo. Só peço que não falem o que não sabem, venham me conhecer, saber o que estou passando. O Ricardo sabe o que eu estou passando, é uma testemunha viva das perseguições, aliás ele procura de todas as maneiras me ajudar a continuar, estou tentando, se não já tinha parado e ido embora do Paraná. Sem contar a ajuda da mulher que eu amo durante 30 anos. Guerreira e Amiga. A história é longa, mas existe um Cristo dentro de mim, que me aceitou e está derrubando todos. Obrigado pelo desabafo. Até um dia.

Luiz Carlos Alborghetti (Outubro de 2008)

Autobiografia e a última discussão de Alborghetti

•11/12/2009 • 1 comentário

Olá a todos!

O nosso amigo Sérgio Pereira divulgou uma entrevista de quando visitou Alborghetti pela primeira vez, em 2007. Nessa entrevista, o Mestre contou um pouco de sua vida, revelando diversas informações inéditas.

Clique aqui para ler a autobiografia.

Sérgio também publicou mais imagens dos últimos momentos registrados de Alborghetti. No que ele chamou de “último momento Cadeia”, o Mestre discutiu um pouco sobre política e  as Olimpíadas no Brasil, da mesma forma que fazia em seu programa.

Em um projeto paralelo, estamos construindo um livro de assinaturas dos fãs de Luiz Carlos Alborghetti. Ele será encaminhado a família e os amigos próximos, e estará disponível para quem quiser adquirí-lo, sob encomenda. Para participar, acesse a lista e deixe o seu nome, cidade e estado. Mas atenção, deixe apenas seu nome e local nesta lista. Se quiser deixar um recado, deixe na página do Memorial. Os melhores recados em homenagem ao Mestre serão publicados no livro.

Clique aqui para assinar o livro.

Também quero agradecer a todos pelo apoio com o Memorial e as visitas ao blog. Foram milhares de visitas nesses últimos dias.  Em breve estarei divulgando mais uma vez textos exclusivos que o Alborghetti escreveu para o blog.

Homenagens especiais e o último adeus

•10/12/2009 • 9 Comentários

Depois da forte notícia sobre a passagem de Luiz Carlos Alborghetti, trago a vocês uma mensagem do amigo e produtor Leonardo Bechtloff e outras homenagens especiais.

O corpo de Alborghetti foi cremado nesta quinta-feira.
Já estão publicadas aqui no blog suas últimas imagens. Clique aqui para acessar.

Leonardo trabalhou com Alborghetti em todos as rádios e televisões da web, como as mais recentes FusãoTV e FusãoFM. Foi um grande companheiro que ajudou muito na jornada do Mestre.

Gostaria de agradeçer a todos que durante todo esses anos em que estive com o Alborghetti nos apoiaram. Deixo aqui minhas primeiras palavras sobre um homem que mudou parte do mundo, que “lutou por cidadania e justiça social“ quando fora político.

Guardarei para sempre imagens e momentos bons. Alborghetti é um mito, que nossa geração teve o prazer de conviver. Lamento a perda deste professor, que inspirou muitos. Estou profundamente triste por saber que jamais irei viver aqueles climas das tradicionais tardes que juntos, eu, ele e vocês presenciamos.

Deus, receba de braços abertos este filho que a terra acaba de perder, este ídolo, muitas vezes odiado pelos indecentes, e exaltado pelos pobres e injustiçados!

Sou eternamente grato por tudo que vivi com este homem. Espero reencontrá-lo um dia, em um “hospital espiritual” melhor do que a realidade que vivemos.

O mundo perdeu um lutador dos direitos humanos verdadeiro, um guerreiro, amigo irmão, coxa-branca, político e show man. Eu perdi um pai, mas ganhei um anjo.

Descanse em paz, Luiz Carlos.

Leonardo Bechtloff (10/12/2009)

Alborghetti e Leonardo


Deixo também uma pequena homenagem:


E estão todos convidados a conhecer o “Cadeia Policial”, trabalho do Gabriel Medeiros que também é uma homenagem a Luiz Carlos Alborghetti.

 
Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 45 outros seguidores